Atraso de voo: o que fazer?

Milhares de pessoas, por dia, viajam de avião no país. Com o g grande número de pessoas e por conta de algumas situações, voos atrasados são comuns

Atraso de voo: o que fazer?

Milhares de pessoas, por dia, viajam de avião no país. Com o g grande número de pessoas e por conta de algumas situações, voos atrasados são comuns. Mas isso não quer dizer que os passageiros devem aceitar esse tipo de situação.

 

De acordo com a ANAC – Agência Nacional de Aviação Civil, o atraso de voo é um dos problemas mais constantes que acontecem com os passageiros. Em vista disso, é importante conhecer os direitos de passageiro.

 

 

 

Tenho Direito a Compensação por Voo Atrasado?

 

Como regra geral, voos que causam uma chegada ao destino final com atraso superior a 4 horas podem gerar uma compensação. Isso pode ocorrer pelo atraso do voo em si ou pela perda de uma conexão.

 

Para garantir os seus direitos em caso de atraso de voo, tenha em mente as dicas a seguir:

 

Guarde todos os documentos do voo após o atraso: pois ao entrar com um pedido de compensação, isso poderá comprovar os transtornos.

 

Registre o atendimento: registre o atendimento que recebeu da companhia aérea e o que o representante da empresa lhe forneceu, seja por meio escrito ou gravação de voz ou vídeo. Anotar o nome do atendente, a data e o horário do atendimento também são boas práticas.

 

Fotografe o painel do aeroporto: o painel do aeroporto contém informações relevantes sobre o atraso do voo.

 

Em voos nacionais o prazo para reivindicar uma compensação é de até 5 anos. Já em voos internacionais, o prazo é de 2 anos. Basta possuir uma foto ou print da passagem

 

 

 

Direitos do Passageiro em Caso de Atraso de Voo

 

Os passageiros, ao passarem pela situação de atrasos nos voos, possuem alguns direitos garantidos pela Resolução ANAC n° 400. Essa resolução vale tanto para os voos domésticos como para voos internacionais que estejam no território brasileiro.

 

Os dois direitos básicos que o passageiro deve ter, em caso de voo atrasado, é acesso à informação e assistência material.

 

Atraso a partir de 1 hora: a empresa aérea deve prover gratuitamente meios de comunicação como internet e telefonemas.

 

Atraso a partir de 2 horas: a companhia deve disponibilizar alimentação, através de voucher ou mesmo bebidas e lanches próprios.

 

Atraso a partir de 4 horas: a companhia deve dar acomodação ou hospedagem para seus clientes. Além disso, deverá ceder transporte do aeroporto até o local da acomodação.

 

Importante ressaltar que no caso de atrasos superiores a 4 horas, a empresa deve oferecer ao passageiro a opção de reembolso integral da passagem. Caso o atraso ocorra em uma conexão, o passageiro poderá solicitar o reembolso e ainda o retorno ao seu aeroporto de origem, sem custos.

 

Se o passageiro optar por continuar a viagem, a remarcação do voo deverá ser feita sem nenhum custo, no horário que for mais conveniente para o passageiro.

 

Há também a opção de se embarcar no próximo voo da mesma empresa para o mesmo destino, desde que haja lugares disponíveis. Neste caso, o auxílio com a acomodação deverá ser fornecido integralmente.

 

 

 

E se Já Tiver Embarcado? Quais os Direitos do Passageiro?

 

Se você já estiver no avião e, por algum motivo, o voo atrase, a assistência material deve ser oferecida no que couber, sendo disponibilizado para os passageiros alimentação e água, por exemplo.

 

Isso conta mesmo se o atraso do voo tenha sido causado por motivos que escapem do controle da empresa aérea, como condições climáticas ruins. As companhias aéreas, de acordo com a legislação brasileira, têm responsabilidade objetiva, ou seja, são responsáveis pelas falhas na prestação de seus serviços oferecidos, que podem ocasionar o atraso de voo.

Depoimentos

Dr Airport - © 2020 - Todos os direitos reservado

Empresa de Sites

Nosso atendimento - (11) 94485-0088

Clique para chamar no WhatsApp